sexta-feira, 19 de novembro, 2021

Programação da semana também tem contação de história, Ensaio Aberto (20) e palestra técnica (23)

O fim de semana do Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, geridas pela ACAM Portinari, está repleto de atividades que celebram o Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, destacando uma contação de história e a produção de uma boneca Abayomi. Concerto e palestra também compõem a programação.                                      

Neste sábado (20), às 15h, com o auxilio de fantoches, Museu e Auditório realizam, pelas mídias sociais, uma contação de história baseada no livro de Bell Hooks “Meu Crespo é de Rainha”. Antes da contação, o setor educativo explicará informações importantes sobre a autoria da história, as ilustrações e o processo de tradução da obra. Após a contação, o público será convidado a produzir um desenho sobre a narração.

Além disso, ainda em comemoração ao Dia da Consciência Negra, no domingo (21), às 11h, as instituições ensinarão o passo a passo para a produção de uma boneca Abayomi: feita com tecido, envolvidas em vestidos, cintos e turbantes que remetem ao tempo da escravidão no país. O objetivo da ação é mostrar a origem das bonecas e promover o regaste da identidade africana na cultura brasileira.

Programação de novembro

A agenda de novembro não para por aí. Ainda no sábado (20), o Auditório Claudio Santoro receberá, das 9h às 12h, o Ensaio Aberto da Orquestra Filarmônica de Campos do Jordão e Região. Sob a direção de Claudemir de Morais Reis (presidente) e Jairo Luiz (vice-presidente), o grupo musical desenvolverá um repertório diversificado, incluindo música clássica e popular. Os ingressos estão à venda na bilheteria; R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada) dos equipamentos. O uso de máscara e álcool em gel serão obrigatórios no local.

Já na terça-feira (23), às 18h, exibem, pelas mídias sociais, uma palestra técnica feita pela equipe de restauração Júlio Morais, que abordará a produção e restauro nas obras em bronze de Felícia Leirner: um estudo e olhar cuidadoso para com a coleção da artista.

Todas as atividades estarão disponíveis nas mídias sociais (Facebook e Instagram – @museufelicialeirner) e também no site oficial do museu: www.museufelicialeirner.org.br/culturaemcasa.

Comentários:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *