3º TRIMESTRE
Caso não esteja visualizando, veja aqui.

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Museu Felícia Leirner e ACAM Portinari, informam:

BOLETIM 27 Campos do Jordão | Agosto | 2021

Museu e Auditório e sua parceria com a Câmara Técnica de Educação Ambiental PECJ

“A pessoa conscientizada tem uma compreensão diferente da história e de seu papel. Recusa-se acomodar-se, mobiliza-se, organiza-se para mudar o mundo.”

Paulo Freire

O Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro estão situados em uma importante reserva da Mata Atlântica que abriga, conforme estudo realizado pela ACAM Portinari em 2011, diversas espécies de plantas, árvores e animais. O Museu tem o compromisso de proteger e valorizar o ecossistema, fortalecendo-se como parceiro de unidades de conservação e referência em comunicação ambiental sobre a região e integrando-se ao mosaico de florestas preservadas, com manejo que inclui proteção da biodiversidade e recuperação de áreas degradadas

Visando a proteção, preservação e valorização da fauna e flora, a equipe de educadores do museu e auditório participa, desde 2019, da Câmara Técnica de Educação Ambiental – CTEA – do Parque Estadual Campos do Jordão. Um colegiado que surgiu a partir do Conselho Gestor, como Grupo de Trabalho no ano de 2017 e foi consolidado como Câmara Técnica em 2019, devido à necessidade de desenvolver o Subprograma de Gestão de Educação Ambiental presente no Plano de Manejo do Parque. Sendo assim, o CTEA desenvolve as atividades previstas no programa de Educação Ambiental e Comunicação – PEAC – reunindo instituições e membros da sociedade civil que tem como interesse comum a preservação do meio ambiente. Destaca-se, então, neste boletim, algumas atividades já realizadas com o CTEA PECJ e seus parceiros. 

Em 2019 e 2020, a equipe de educadores do Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro participou da 4º e 5º edição do Curso Águas de Campos, voltado para professores da Educação Infantil e Fundamental I, parceria entre Secretaria de Educação e o Parque Estadual Campos do Jordão, que resultou em uma colaboração também com o Museu e Auditório. O curso ofereceu um aperfeiçoamento de informações referentes à fauna, à flora e às águas (nascentes, fontes e rios) de Campos do Jordão, cuja proposta era a elaboração de projetos e atividades que foram realizadas pelos professores com os estudantes em comemoração ao Dia da Água (22 de março).

Em celebração ao Global Big Day, evento mundial que ocorre anualmente entre observadores de pássaros, a equipe do Museu e Auditório juntamente com 32 outros passarinheiros, de várias cidades e diferentes estados, verificaram 67 espécies de aves, inclusive a observação do primeiro registro de Cais Cais, espécie até então nunca vista no município, aprendendo mais sobre as aves locais. Foi realizado também o Passeio Ciclístico – em comemoração ao Dia Nacional da Mata Atlântica –, com início na Praça Ministro Sérgio Mota e terminou às margens da represa Monte Carlo, onde foi feita a coleta de lixo do entorno da represa e depois o plantio de 70 mudas nativas. Essa ação contou com moradores da cidade e principalmente moradores do bairro Monte Carlo que fica próximo a represa.

Houve participação da equipe do Museu Felícia Leirner e do Auditório Claudio Santoro em ações voltadas à limpeza de rios da cidade, como a “Limpeza do Rio Sapucaí”, localizado no Parque Estadual Horto Florestal. Foram coletados 290 kg de resíduos das margens do rio, sendo estes garrafas pet, isopor, garrafas de vidro, plástico, entre outros. A ação contou com voluntários de diversos setores (IFSP, Rancho Santo Antônio, PECJ, etc.). Todos os resíduos coletados

foram doados para a ONG Recicla +. E em parceria com a Câmera Técnica Ambiental e outras instituições e moradores da Cidade de Campos do Jordão, a equipe educativa do Museu e Auditório esteve presente na ação “Limpeza das Águas”, nas margens das águas do Rio Sapucaí-Guaçú, no Parque Estadual Campos do Jordão, totalizando 50 voluntários. A equipe do educativo participou dessa ação juntamente com os setores de programação, acervo e edificação do Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro. Essa ação, promovida por meio de um mutirão de limpeza, teve um papel educativo e de conscientização sobre o descarte inadequado e a destinação correta dos resíduos sólidos. Cerca de 446 quilos de lixo foram recolhidos no local.

Os educadores do Museu e Auditório também participaram do curso de formação oferecido pelo PEACE (Projeto Educação Ambiental para Corações Ecológicos), que é parceiro na Câmara Técnica de Educação Ambiental. O curso ministrado “Espécies de árvores da região de Campos do Jordão e sua importância na conservação dos recursos hídricos”, ofertado pela Educadora Ambiental Ana Carolina de Souza Nascimento, ofereceu grande aprendizado, com visita a um viveiro para ver as espécies nativas, trilha de reconhecimento das espécies em habitat natural próximas ao rio e lagos, reconhecimento das espécies observadas durante a trilha e construção de um mapa do local e plantio de árvores. Esse curso agregou no aprendizado na área ambiental, com participação de biólogos, engenheiro florestal e professores da rede municipal da cidade. Essas são algumas das ações dentre tantas outras que já foram realizadas nesses anos de parceria.

Encerramos este boletim destacando que continuam ocorrendo mensalmente reuniões virtuais com os membros – Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Fundação Florestal, Aventoriba, Parque Estadual Campos do Jordão, Comitê de Bacias Hidrográficas da Serra da Mantiqueira, PEACE, Altus Turismo, Associação de Vendedores de Pinhão, Educando e Cantando, Avepi, e Empresa Urbanis (Concessionaria PECJ) e sociedade civil) – da Câmara Técnica de Educação Ambiental PECJ que, mesmo em tempos de isolamento social, não deixou que seus projetos e objetivos fossem paralisados. Ressaltamos ainda que estamos abertos ao estabelecimento de novas parcerias para trabalhar junto a diversos públicos os temas pertinentes à educação ambiental, tema fundamental para que as pessoas se tornem mais conscientes sobre a sustentabilidade e a importância de construir um futuro mais limpo para as próximas gerações.

Referências

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro Plano Museológico 2018 rev. 2020 – Programa Educativo e Cultural

Patrimônio Ambiental

http://camposdojordao.sp.gov.br/Noticia/?i=1636&c=

Venha conhecer, participar, compartilhar dos nossos projetos e atividades.