1º TRIMESTRE
Caso não esteja visualizando, veja aqui.

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Museu Felícia Leirner e ACAM Portinari, informam:

BOLETIM 25 Campos do Jordão | Março | 2021

EM BUSCA DAS MEMÓRIAS PERDIDAS

“A história é testemunha do passado, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, anunciadora dos tempos antigos.”

Cícero

Preservar é defender, conservar, resguardar, dar relevância, destaque e importância, é uma atitude de cuidado e respeito. Ao preservar o patrimônio histórico, estamos resguardando a história, o desenvolvimento e a cultura de um povo, mantendo viva sua tradição cultural. E é pensando na preservação histórica que iniciamos 2021 trazendo, em nosso primeiro Boletim para Educadores, o projeto “Em busca das memórias perdidas”, uma campanha que pretende preservar a memória do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão para as futuras gerações. 

Quem visita o Auditório Claudio Santoro pode conhecer as edições de catálogos do Festival de Inverno de Campos do Jordão, uma exposição que reúne 38 catálogos de algumas das 50 edições deste que é considerado o maior evento de música clássica da América Latina. 

“Poucos eventos culturais são tão longevos no Brasil e, na área musical, não há nenhum outro de tamanha importância. Essa constatação se estende para além de nossas fronteiras: há tempos Campos do Jordão é reconhecido como o principal festival de música clássica da América Latina, recebendo estudantes de muitos desses países…  Mesmo com profundas transformações sofridas no ambiente musical brasileiro das últimas décadas, o Festival permanece central para a formação musical de estudantes e uma referência para toda a comunidade musical. Também é reconhecido por sua capacidade de abrir caminhos, conectar pessoas e oferecer oportunidades que podem ser definitivas na carreira dos jovens músicos¹”.

O projeto “Em busca das memórias perdidas” visa encontrar catálogos de edições passadas que ainda não fazem parte da mostra. Todo material encontrado está exposto em vitrines e organizado cronologicamente, a partir de 1979. Assim, os visitantes podem acompanhar as mudanças que ocorreram nas respectivas capas, estruturas e projetos gráficos dos livretos. Além de conhecerem catálogos de anos específicos, o público pode, também, identificar de quais anos ainda não há o catálogo e, assim, contribuir com a campanha que desde o início, recebeu doações de alguns exemplares, como o caso do catálogo de 1980, doado pelo professor Antônio Fernando Costela e por Leda Campestrin Costella, do Museu Casa da Xilogravura. Buscamos, dessa forma, manter viva a história do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins, que reunida em catálogos formam um conjunto de patrimônio documental e que constitui a memória da sociedade. 

Os catálogos expostos na coleção ganharam, inclusive, uma atividade educativa, na qual todos os conteúdos das edições foram reunidos em um livreto simples com a capa em branco. Os participantes puderam conhecer curiosidades e destaques e, também, criar por meio de desenhos sua própria capa. 

Dentre os conteúdos presentes nos catálogos, temos edições completas com a história do evento desde a criação, informações sobre as orquestras que viriam a se apresentar, sobre professores, destaques musicais e bolsistas, além de datas e

horários de cada concerto. Algumas são de menor porte com informações genéricas sobre as apresentações, mais que ainda assim nos mostram fatos curiosos e interessantes sobre cada festival, por exemplo, a de 1985, quando em 20 de julho, no palco do Auditório Claudio Santoro, aconteceu às 18:00 horas um concerto sinfônico em homenagem à escultora Felícia Leirner. Em 1988, além dos concertos sinfônicos, o evento contou com apresentações de coral, dança e teatro; a edição de 1981 mostra que ocorreram eventos comunitários fora do auditório voltados ao gênero musical sertanejo, com apresentações das Irmãs Galvão, Inezita Barroso, Renato Teixeira e Sérgio Reis. Já outras edições receberam nomes como Milton Nascimento, Toquinho e Gal Costa, além de tantos outros grandes nomes da música nacional e internacional. Há, ainda, duas edições especiais, formadas pelos livros “Música nas montanhas – 40 anos de Festival de Inverno de Campos do Jordão” editado pela Santa Marcelina Cultura e lançado em 2009, e “50º Festival de Campos do Jordão” de 2019, publicações que procuram recuperar e manter viva a história do projeto. 

Finalizamos este boletim destacando o quanto se faz necessária a conservação de acervos bibliográficos como parte essencial da preservação da história e da cultura. Aqui, no Museu e Auditório fazemos nossa parte quanto aos cuidados necessários para que os catálogos em exibição permaneçam por um longo tempo. E agora que você já conhece um pouco mais do nosso projeto “Em busca das memórias perdidas”, encerramos convidando você a conhecê-lo pessoalmente e quem sabe colaborar com edições que ainda não fazem parte de nossa exposição.  Lembramos ainda que a equipe de educadores está constantemente pesquisando, se aprofundando e se atualizando diante da história do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins, e realizando atividades que levem ao nosso público um pouco mais sobre esse grande e histórico evento musical.

Referências

São Paulo / Brodowski. Junho / 2010. Documentação e conservação. De acervos museológicos: Diretrizes. Governo do Estado de São Paulo. ACAM Portinari.

São Paulo / 2008. Preservação de Acervos Bibliográficos – Homenagem a Guita Mindlin Organização: Norm Cassares e Ana Paula H. TANAKA. Governo do Estado de São Paulo

São Paulo / 2009. Música nas montanhas: 40 anos de Festival de Inverno de Campos do Jordão. Governo do Estado de São Paulo. Santa Marcelina Cultura. 

São Paulo / 2019. 50º Festival de Inverno de Campos do Jordão. Governo do Estado de São Paulo.

¹ Trecho extraído do livro comemorativo do Festival de Inverno de Campos do Jordão, publicação que procura recuperar a história do projeto. Seu ponto de partida é o livro Música nas Montanhas: 40 anos do Festival de Inverno de Campos do Jordão, editado pela Santa Marcelina Cultura em 2009. Todo o material, no entanto, foi revisto à luz de novos documentos. Além disso, uma nova pesquisa mapeou os últimos dez anos do evento.

Venha conhecer, participar, compartilhar dos nossos projetos e atividades.